Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Incompanhia

A companhia dos (in’s) INcerto INcoerente INconstante

Incompanhia

A companhia dos (in’s) INcerto INcoerente INconstante

MEMO.

21.04.19 | Delcy Reis

E foi este o sítio que escolhi, para contemplar o Príncipe, que julgava Real.

E para, introduzir um pouco de realidade, um pato asiático,  e um chocolate de São Tomé, que tão boas recordações do mundo me trouxeram.

Também na véspera de um evento menos feliz no Sri Lanka, geografia que curiosamente gostava de visitar, também num MEMO.

O desespero que naturalmente levará alguém a conseguir ter uma atitude tão terrível, retirando a vida de tantos inocentes, por uma crença, por um egoísmo atroz.

Mas, e correndo o risco naquilo que eventualmente escrevo, o egoísmo é algo que me persegue, assim como o desperdício do tempo, esperando, por algo que acredito que cada vez mais não vá acontecer.

E as forças são cada vez menores.

E cada vez mais aceito que sou portuguesa, latina, e a nossa cultura. 

Forçosamente.

Vamos seleccionando sempre aqueles que queremos que nos influenciem, e esse risco de selecção, essa clara aposta e crença, deixa-nos sem chão, quando vemos que não perdurou.

Apesar de conhecer os passos pequeninos que damos e temos sempre que dar em capítulos novos na nossa vida, o balancear entre o que temos, e o tempo que temos é talvez das tarefas mais difíceis da vida.

Todos temos opiniões, em função das experiências que vamos vivendo, e os receios nascem em função da informação que optamos ouvir, sentindo como uma ameaça.

Conheço que a vida é uma constante de esperança, expectativas, depende de quem fôr o público alvo do corrente texto.

Para mim, trata-se mesmo de expectativa, de procurar acreditar.

E a coincidência de eventos é feliz, por estarmos na Páscoa, que representa o resurrectio, o novo erguer,  o renascer, após sofrimento causado pela humanidade.

Acreditemos nesta ressureição, que somos todos portugueses, e orgulhosos do país que representamos.

Agarremo-nos àqueles que nos querem bem e felizes, e continuemos a aceitar o protelar de encontros, os descruzamentos, por falta de planeamento, entendendo também isso como sendo  normal.

Relativizemos tudo, e continuemos a flutuar, mas desta vez como uma crença intangível.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.