Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Incompanhia

A companhia dos (in’s) INcerto INcoerente INconstante

Incompanhia

A companhia dos (in’s) INcerto INcoerente INconstante

In(veja) I(dade)

06.03.19 | Delcy Reis

Escrevo sobre a dupla de i’s que mais me pesaram no dia de hoje.

Passado mais um ano, onde a idade começa a ter que ser novamente pensada. Mas, não lhe dedico muito tempo, apenas no sentido de lhe poder dar ainda mais conteúdo, por mais um ano que já passou, mas principalmente pelo que vai passar.

Tive a feliz sorte de a celebrar na misticidade e sensualidade arábica.

No meio das areias do deserto, e de uma cidade que, apesar de poder ser superficial, tem uma mistura de excentricidade e mística com a qual me identifiquei.

Tive também a oportunidade de conhecer uma pequena amostra portuguesa, onde a saudade predomina pelos petiscos e pelo básico e concreto. Pela não flutuação, pelos valores simples da vida.

Uma cultura cordial, onde o cavalheirismo predomina, educação e saber estar.

Uma cidade com uma moldura de quadro, que toca o céu, só porque sim.

Uma cidade com um Burj Khalifa, que quase roça as nuvens do céu, onde a fonte, lá bem abaixo, de meia em meia hora nos presenteia com um espetáculo de luzes e água que lembra o mar, em terras tão áridas e inóspitas.

Uma cidade sobre a qual perdemos o fim de avenidas tão largas e tão retas, que se desenham por um terreno árido e deserto. Como se de uma placa de legos fosse pousada sobre um deserto, que ali perto de natural pouco tem.

O turismo e capitalismo predomina, russos asiáticos e britânicos quase que fazem parte do habitat.

Praias com parques de diversão em cima da areia, serpenteadas por dezenas de kitsurfers. E, neste cenário vanguardista vemos também elas, de negro, com um olhar profundo, eles, imperadores brancos, de passo largo.

Inveja pelo constante calor, pela organização, limpeza, prosperidade e bem estar. Elevados padrões de vida que, para os que lá habitam, não saceiam a ambição de outras dimensões da vida às quais aspiram.

E que encantadora e elegante forma de iniciar mais um novo ano, com cheiros de pau de santo, especiarias e tecidos flutuantes.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.