Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Incompanhia

A companhia dos (in’s) INcerto INcoerente INconstante

Incompanhia

A companhia dos (in’s) INcerto INcoerente INconstante

E o amor, o que é ?

20.07.19 | Delcy Reis

Conversa e troca de opiniões, muitos são os blogs e temas que abordam nos dias de hoje, o amor, e qual o seu significado. Se é por uma lágrima derramada, pelo sofrimento, se é pela continuidade, se é pela ternura, se é pelos bons momentos passados, se eventualmente será por picos de loucura e diversão, se pela intimidade partilhada em tempos.

Pois, para mim vos digo que o amor se manifesta, nas pessoas que me mostram e forçosamente querem que acredite no mesmo. Amigas, amigos, que me mostram quadros, mensagens, pessoas continuam a valer a pena, por mais magoadas que em determinados momentos possamos estar.

Manifestações e gestos de saudade, vontade de partilhar momentos, felizes, um projeto de vida comum, crianças, nudez, lágrima.

E são tantas as dimensões que podem existir que efetivamente nos podemos perder. 

Atualmente, mensagens de altruismo e não egoismo julgo serem as que deveriam ser retidas. 

As tecnologias, como facilitadoras de uma maior autonomia do ser humano, colocam em segundo plano qualquer relação humana e outro meio de comunicação e, sim a tendência não poder ser travada e estamos eventualmente todos a caminhar nesse sentido.

Já falamos no Japão na existência de acompanhantes em formato Robot, onde tudo pode ser escolhido, de acordo com o nosso gosto, portanto efectivamente até as relações que outrora poderiam ser construidas com base na coerencia, compromisso, agora são desmaterializadas de uma forma muito superficial, e se sem continuidade, novas se poderão construir.

A facilidade com que nos conectamos a diferentes pontos do mundo, faz com que tudo seja descartável mas, também a mesma facilidade liberta-nos para novos mundos, para que, reconheçamos aquilo que efectivamente nos faz falta.

O corpo treme, por vezes, por chamadas inesperadas de pessoas que pensamos que nos esqueceram, talvez pela instabilidade atual, e início de rota.

Manifesta-se em palavras de apoio, positivas, e os que as proferiram, não me vou esquecer.

Nada é difícil e tudo, tudo se pode sempre reconstruir.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.