Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Incompanhia

A companhia dos (in’s) INcerto INcoerente INconstante

Incompanhia

A companhia dos (in’s) INcerto INcoerente INconstante

Stan Lee

13.11.18 | Delcy Reis

Morreu um ícone da minha infância. Morreu uma pessoa que me fez perceber e conhecer um pouco melhor. Aquilo que me fascina, aquilo que me faz despertar, ainda nos dias de hoje, curiosidade e vontade de ver.

Para vocês que me acompanham e lêem, desconheço que papel as bandas desenhadas da Marvel, e os seus personagens têm vindo a representar na vossa vida.

A mim, sempre foi um mundo com o qual sonhei, e me fascinou.

A primeira influência, foi dada pelo meu irmão, pelas bandas desenhadas que lia, principalmente do super homem e do homem- aranha. Claro está que, para mim teria que naturalmente encontrar a super woman com quem me pudesse naturalmente identificar. 

Procurava ler às escondidas, porque não via as outras meninas a lerem, e como era do meu irmão, talvez não o devesse fazer e, talvez por isso mesmo o fiz. Pela curiosidade.

Aquela com a que mais me identificava era a Storm, principalmente pelo facto de poder fazer uso a seu belo prazer das forças da natureza, algo que sempre me acompanhou e acompanha, como equilibrio. Curiosamente as suas origens são uma mistura afro-egipcia, o que acaba por confirmar que sou coerente, e exótica nos meus gostos.

Mas, este texto não será certamente para falar de mim, será para falar de alguém que foi capaz de criar, um mundo para estas cerca de 50 personagens da Marvel, cada um com uma biografia própria e razão própria para terem os poderes que têm, quer pela sua nacionalidade, quer pela junção e história de vida que trazem consigo.

Stan Lee, foi alguém também capaz de sair da caixa, e de criar algo surreal e que nunca existiu. Foi certamente um dos inspiradores para séries que posteriormente entraram em voga como a SuperHeroes, desenhos animados japoneses de guerreiras do espaço, Power Rangers, entre outros.

Stan Lee, foi capaz de idealizar uma comunidade, do bem capaz de receber pessoas diferentes, que nada de errado tinham apenas eram mutantes e diferentes do "normal". 

Foi capaz de trazer essa visão que, com o tempo foi aceite e vista de forma positiva, e não como uma ameaça. Foi capaz de criar algo inovador e que deixou uma marca diferente na vida de cada um de nós que sempre foi um entusiasta pela diferença, pelo mistério, pela novidade.

Obrigada por todo o legado que nos deixaste, e certamente continuarás a ter-me como fã, 

Marvel-Superheroes.jpg