Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Incompanhia

A companhia dos (in’s) INcerto INcoerente INconstante

Incompanhia

A companhia dos (in’s) INcerto INcoerente INconstante

13.10.18

Uma pessoa. Dias de hoje

Delcy Reis
Uma simples pessoa nos dias de hoje, só uma pessoa. Sem nada mais.Emocionalmente pouco crente em pessoas, e na humanidade, que se suporta na internet, e principalmente na música.Portuguesa, e solteira que, adora admirar os que nos rodeiam. E sim, constato que somos bastantes a fazer o mesmo, não entendo bem porque razão, talvez para buscarmos ideias diferentes, talvez para nos distrairmos no tempo que por vezes demora tanto tempo a passar...Viagem de comboio para o Porto. Dois colegas (...)
13.10.18

(Com)promissos|(Com)petição

Delcy Reis
E é isto que nos move. Compromissos ou Competição. Competir entre todos e posicionarmo-nos o melhor possível: nas fotos do instagram, na melhor foto de criança que temos, na melhor viagem, na melhor moto, no melhor sorriso; para de certa forma alimentarmos o nosso ego, que não é alimentado de outra forma a não ser pelo que temos. Filhos, casa, emprego, dinheiro e sexo. Compromissos, que acreditamos serem sérios e realizáveis e, de repente, mudam porque a nossa vida muda, porque a (...)
07.10.18

Então e a humanidade, em que é que se traduz?

Delcy Reis
Passados alguns anos de existência, retiro algumas conclusões sobre a naturalidade da humanidade, e o que é que de humano a mesma possa ter, pelo desapego, pelo egoísmo, pelo esquecimento, pela relativização, de acordo com o momento, de acordo com o estado de espírito. E sei que, daqui a 10 anos, voltando a refletir, tirarei conclusões diferentes e terei certamente novas histórias para contar, e vida passada. Somos, em tempos diferentes invadidos com exigências de diferentes (...)
03.10.18

Pessoas que nos trazem o que de humano há em nós.

Delcy Reis
Somos humanos, pelo sentimento de perda, pelo sentimento que hoje a velocidade com que o mundo roda, nos obriga a ter um desapego gigante de pessoas, bens, momentos, para continuarmos o trilho que alguém nos marcou. Somos humanos, por partilharmos em conjunto e não de forma solitária emoções, fortes nas positivas, e fortes nas negativas. Concluo que a energia transborda quando, em momentos de forte emoção temos a necessidade de estar com alguém e partilhar, por suporte, ou por (...)
03.10.18

Lux. K&D.

Delcy Reis
Invadi aquele que foi o meu espaço quando vim de malas e bagagens para Lisboa. Sim, senti-me fora de tempo, porque acreditei no evento do facebook, pelas horas a que foi promovido. Sim, senti-me fora do tempo, para me aperceber que seria para mim doloroso, novamente voltar ao mesmo refúgio para o ver passar.   Três anos depois, voltei ao Lux. Vinte e três horas e vinte e seis minutos, aquilo que marca no bilhete de entrada.  Na entrada, atrás de mim, um grupo de jovens, claramente (...)
03.10.18

Dinheiro vs Mbway vs Multibanco Round II

Delcy Reis
Voltando à temática dos ATM's e também a temática da desmaterialização do dinheiro. Esta semana, no metro assisti ao fenómeno social, que tão eficaz no que ao marketing diz respeito, pelo menos em terras portuguesas que é o "word of mouth".  Estava no metro, para deseperadamente apanhar o mesmo para uma reunião, pelo que filas, seria o a evitar. Quando procuro carregar o cartão, reparo que a fila de pagamento em dinheiro se encontra, cheia e a de cartão vazia. Dinheiro de (...)
11.09.18

África. Minha?

Delcy Reis
Recordações de África, por experiências vividas e bem passadas. Por sorrisos pequenos, e abraços grandes. Mudanças de vida, que fazem recordar bons momentos passados entre amigos. Pela mudança recente que a minha vida teve, voltei a visitar, um cantinho especial em Lisboa, num principe real, onde o lugar de ostentação material nada tem, mas que de riqueza cultural é tão vasto. Estrela Morena restaurante, bastante simples em termos de decoração, mas com uma comida bastante (...)
18.08.18

A culpa é da Branca de Neve

Delcy Reis
Certamente que algumas das meninas que me acompanham, procuram perceber o porquê de alguns referenciais ao olharem para o porquê de se aproximarem de alguém. A culpa é da Branca de Neve, cujo feitiço foi quebrado pelo amor verdadeiro. Mas, revendo o filme Branca de Neve e o caçador, algumas incoerências surgem no perfil frágil e delicado que supostamente a Branca de Neve deve ter: delicada e frágil incapaz de praticar o mal, mas que no final do filme, pela sua valentia e (...)
17.08.18

Aretha Franklin

Delcy Reis
Um dos prazeres que tenho, e apesar de não ser atual, são os vinis. E um dos vinis que mais aprecio ouvir é o de esta grande diva, o Greatest Hits de Aretha Franklin. A musica, com que mais me identifico, e que aporta alguma energia, será certamente a Respect que, nos dias de hoje tanto valor tem e tão pouco é tido em consideração. A música, originalmente escrita por Otis Redding, ganha uma energia distinta, pela sua voz, e ritmos que imprime. Poderemos percorrer esse grande hino, (...)
14.08.18

ATM vs Multibanco Round 1

Delcy Reis
Hoje escrevo-vos sobre um tema que considero atual. Cada vez mais estamos menos dependentes das agencias dos bancos e acostumados a sermos autónomos na resolução dos nossos problemas diários pela internet. O ano passado, por informação limitada, observei as caixas multibanco que prolifereram pelo Algarve amarelas e azuis, e o fenómeno engraçado das multidões de não quererm quebrar com a rotina de ir ao Multibanco, ou pelo desconhecido, ou pelo medo de arriscar a nova caixa multibanco. Talvez, por ser despassarada, talvez por ser inundada constantemente de nova informação, estes pequenos pormenores de evolução não eram por mim absorvidos.